The War Begins
 
InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 A Carta de Itachi

Ir em baixo 
AutorMensagem
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: A Carta de Itachi   Ter Fev 15, 2011 2:36 pm

Ois, mais uma fic aqui. Essa é One-Shot e como podem perceber é de Naruto.

Quem narra a história é o Próprio Itachi.

Legendas:

Sublinhado, Itálico e Aspas ['' ''] = Pensamentos
Itálico = Falas


------------------------ A Carta de Itachi ---------------------------

Sucumbir a guerra ou salvar minha família? A escolha era difícil.

Quando era pequeno, vi a 2ª grande guerra ninja chegar à vila. O horror espalhado por todos os lados. Pessoas... Homens e mulheres inocentes, uma a uma caindo ao chão, sem vida. Sangue, um mar de sangue ao meu redor. O sofrimento, a dor e a morte caminhando lado a lado no extenso campo de batalha entre as cinco grandes nações. O sentimento de perda espalhado entre os sobreviventes. Um pesadelo.

Nunca mais. Desejei e até hoje ainda desejo nunca mais ver imagens como as que eu vi. Desejei e até hoje ainda desejo que esta nova geração não veja algo como aquilo que vi. Desejo, mais que tudo na vida, que meu irmãozinho nunca passe pelo que passei naqueles dias de escuridão.

Agente duplo. Investigar as ações de Konoha para meu clã, e investigar as ações do Clã Uchiha para minha vila.

Fui treinado para ser um ninja completo. Um verdadeiro profissional.

Nunca. Nunca aceitei as decisões do meu clã.

O plano: Começar uma guerra civil em Konoha para conseguir o “Espaço de direito” do clã. Objetivo: Conseguir poder sobre a vila. Resultado: Mais mortes, mais vidas desperdiçadas pela sede de Poder.

Obedecer à família ou evitar outra guerra, outro derramamento de sangue desnecessário?

Decisão: Chega de dor. Chega de lágrimas.

Abandonar meus sentimentos. Ser um verdadeiro shinobi, o ninja perfeito.

O prodígio do clã, aquele em quem tanto confiavam os traiu.

A primeira vitima: Aquele que era nomeado como o gênio. Para obter o poder necessário para a execução bem sucedida do plano, foi necessário que a minha primeira vitima fosse meu melhor amigo, aquele que considerei e ainda considero meu irmão: Uchiha Shissui.

Mas esse poder também tem uma falha: aos poucos perderia a visão, mas já estava preparado para isso.

Pouco depois veio a ordem definitiva da vila. Uma chacina. A eliminação total de meu clã. Ninguém poderia sobreviver.

Perfeição. A perfeição é impossível por, justamente, ser desconhecida.

Mesmo depois de todo um treinamento especial, não fui o ninja perfeito.

Faria meu trabalho. Mataria, acabaria com todos eles, menos um. A minha única parte humana que ficaria. Não podia, não queria e não faria.
Não matarei-ia a única razão de todas as minhas ações. O único motivo de meu ser Shinobi.

O planejei tudo. Cumprir minha tarefa, fugir da vila, como um criminoso, viver minha vida na escuridão, enganando à todos. Enganar e fingir, principalmente, para aquele que não pude criar, realmente, como um irmão. Sem reclamar, perdendo a luz e a vida a cada minuto que passava, estava adoecendo e sabia o resultado disso.

Fiz um trato com o terceiro Hokage e deixei Sasuke em suas mãos.

Eu disse muitas coisas que o fizeram e fariam sofrer. Eu sabia que o futuro do meu irmãozinho seria de tristeza, solidão e sofrimento, e eu sofro também por isso. Por não poder faze-lo sorri ao invés de chorar. Mas tudo fazia parte do meu plano, e quando ele estivesse realmente preparado eu o libertaria da escuridão.

Quase tudo saiu como o planejado, mas um aparecimento inesperado mudou meus planos. Uchiha Madara. Com sua ajuda, destruí minha família, arruinei minha vida em Konoha e evitei uma nova guerra.

Saí da vila e me tornei aliado daquele que me ajudou a cumprir minha tarefa. Aliei-me a ele, a fim de descobrir seus reais planos. Me juntei a Akatsuki com este propósito.
Lá, espionei todos os membros. Um deles, que já foi considerado um herói em Konoha, aquele que já carregou o título de Sannin e que agora rasteja como uma cobra em busca de seus objetivos, Orochimaru. Ele queria algo que eu não poderia deixá-lo obter: Meu keikke Genkkai, o Sharingam. Depois de tentar, sem sucesso, tira-lo de mim, como uma verdadeira serpente abandonou a organização e foi atrás daquele que era precioso para mim: Meu Ottouto, Sasuke.

Não consegui impedi-lo de seu plano por definitivo, e mais uma vez tive que mudar os planos.

Com a morte do terceiro Hokage, foi a hora perfeita para reaparecer na vila, anunciando que ainda estava vivo, um aviso para que eles soubessem que eu estava de olho nos seus movimentos e que mesmo com a morte do Hokage, a vida de Sasuke ainda deveria ficar a salvo.

Aproveitei também para iniciar meu novo plano. Reavivar a sede de vingança de meu Ottouto. Faze-lo ir atrás do verdadeiro poder para me enfrentar antes do meu fim chegar, para que assim eu pudesse livrá-lo do selo de Orochimaru.

O plano funcionou. Eu sabia que ele iria atrás de Orochimaru para obter poder e sabia também que Orochimaru não poderia fazer nada de mal com ele por algum tempo.

Sasuke é esperto e sabe como agir. Não é a toa que nasceu no clã Uchiha. Ele usaria Orochimaru para torna-se mais forte, para dá-lo poder, e quando não tivesse mais nada para aprender, simplesmente agiria como um ninja e o mataria. Foi o que fez. Mas também não é a toa que Orochimaru já foi considerado Sannin. Deixou-se ser absorvido por Sasuke. Infiltrou-se em seu corpo e permaneceu nele, dando-lhe mais poder.

Madara também tinha seus objetivos com meu Irmão. Era o único que sabia toda a verdade sobre mim, e eu sabia que ele usaria essa verdade para convencer meu irmão a ajuda-lo com seus planos. Seu real objetivo era o que eu mais queria afastar de meu irmão: A Guerra.

Em meio a nossa luta, contei a Sasuke sobre Madara, tentei fazê-lo acreditar em mim. Fiz com que acreditasse que meu objetivo era o mesmo que Madara fez no passado: Obter poder absoluto, roubando os olhos do irmão e fazendo-o morrer em pleno sofrimento.

Mais uma vez funcionou. Lutou com todas as forças para sobreviver e cumprir seu objetivo, saciar a sede de vingança.

Vi minha vontade realizar-se, morrer nos braços de meu irmão, e liberta-lo das sombras.

A cada golpe, a cada jutsu minha vida se encurtava mais. Minha doença se agravava e eu ficava mais fraco.

No auge da luta, Sasuke conseguiu me acertar fatalmente, mas eu ainda não havia completado todos os meus objetivos. Ainda era preciso liberta-lo de Orochimaru.
Ativei minha ultima carta na manga: Suzanowo. E Orochimaru apareceu, para tentar tomar-me o corpo. Selei-o junto a minha técnica.

Com um ultimo esforço, Sasuke acertou-me novamente.

Meu objetivo estava cumprido. Seu último golpe tranqüilizou minha alma.

Me restam alguns poucos instantes de vida. Ele também esta sem energia. Tenho apenas um ultimo objetivo: Passar-lhe parte dos meus poderes, para afasta-lo de Madara.

Meus últimos passos. Ficar tão próximo dele novamente me fez realmente feliz.

Fiz como sempre, discretamente passei-o o que restava de minhas forças através de um gesto.

Tocá-lo pela ultima vez foi a melhor coisa que pude sentir. Finalmente estaria livre de mim, aquele que lhe trazia sofrimento. Liberta-lo é algo que me alegra muito.

Meu toque em sua testa era um costume que guardava comigo, algo que me deixava realmente próximo dele como irmão.

Não consegui agir como shinobi novamente. Deixei meus sentimentos se soltarem. Sorri.

- Desculpe-me Sasuke, esta será a ultima vez.

“Sasuke, eu te amo meu irmãozinho tolo, viva e seja feliz. Agora é com você. Deve decidir o seu próprio futuro.”

Sorri para quem realmente amo, um sorriso verdadeiro. Senti a paz e a calmaria invadir-me e me deixei levar. Caí, ainda tocando-lhe o rosto.

“ Me desculpe, por não ter sido o irmão que sonhou... Me desculpe por te amar, Sasuke...”

“Me desculpe por todo esse sofrimento. Obrigado por me libertar. Te amo.”


Seus últimos pensamentos ficaram guardados em sua mente. O corpo jazia imóvel ao chão. Sasuke ainda não entendia o porquê do sorriso antes da morte. Apenas deixou o corpo cair no chão, ao lado do irmão e desmaiou.

O sorriso ainda estampava o rosto de Itachi, demonstrando que agora, a liberdade que tanto almejou, chegou para si.


----------------------------------------------------------- END ------------------------------------------------------

Ps.: Escrevi essa Fanfic antes de todo o Alvoroço de ressussitação que tá tendo lá no mangá.
Ps²: Primeiro lugar em que posto Isso ^^.
Ps³: Sei sei, o final ficou meio gay... +... UCHIHACEST é tão kawaii (não irei traduzir esta frase), fora ke o Itachi sempre cuido bem do Irmãozinhu deli ^^

Quem gostou, comenta e deixe a autora feliz!
Quem não gostou, comenta e me xinga!
XD
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Carta de Itachi
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Carta de um bebê
» Carta oficial de boas vindas!!!
» Uma carta ao meu grande amor
» Morre Diabo!(Versão Itachi)
» Camarate, finalmente a verdade.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Percy Jackson e o Exército Maldito :: OFF TOPIC :: Fã Área :: Fan Fics-
Ir para: